Menino junta dinheiro em cofre e oferta à crianças na África

  • 17/11/2023
Menino junta dinheiro em cofre e oferta à crianças na África
Menino junta dinheiro em cofre e oferta à crianças na África (Foto: Reprodução)

Yohan, um menino de 4 anos, surpreendeu uma missão ao doar o dinheiro guardado em seu cofre para ajudar a alimentar crianças vulneráveis na África.

“Sabe porque eu dei o dinheirinho para África? Porque as crianças não tinham comidinha, aí eu queria dar dinheirinho para elas comprar comidinha”, disse ele, em entrevista ao Guiame.

Yohan mora com os pais, Naly e Bruno Hamamoto, no Japão. Desde cedo, o casal cristão ensinou sobre a importância de ofertar para a obra missionária.

(Foto: Reprodução)
Naly e Bruno com seus filhos Yohan e Hadassa. (Foto: Arquivo pessoal).

“Temos ensinado a importância de repartir e abençoar, muito mais com práticas do que com palavras”, contou a mãe, ao Guiame.

E continuou: “Sempre falamos das crianças da África para ele. Quando o pastor Elias (presidente da MME) veio, o cofre estava cheio pronto para abrir, então o Bruno disse: ‘Tive uma ideia, filho, o que você acha da gente abrir o cofrinho e dar para as crianças da África? O Yohan vibrou e disse: ‘vamos papai, vamos abrir e contar as moedas’”.

Naly e Bruno são representantes da Missão Mãos Estendidas (MME) no Japão. A organização atua em quatro países da África há mais de 20 anos. Foi para a MME que Yohan decidiu dar as moedas que guardou.

“Ele prontamente manifestou o desejo de doar, nosso coração se alegrou muito em ver a sinceridade e disposição dele em abrir mão do que era seu”, testemunhou Naly.

Yohan ainda disse que vai continuar ofertando para as missões: “Eu quero juntar mais moedinhas para as criancinhas”.

O milagre chamado Yohan

Para a família, o filho é fruto de um verdadeiro milagre. Naly engravidou de Yohan após passar por um aborto espontâneo. 

Os pais viram o filho tão esperado quase morrer, logo após o nascimento, no dia 3 de agosto de 2019, no Japão.

A mãe teve complicações durante o parto e o bebê sofreu asfixia perinatal e hemorragia cerebral. “Quando tiraram ele de mim, estava mole sem nenhuma reação e muito roxo”, lembrou Naly.

(Foto: Reprodução)
Yohan é um verdadeiro milagre após enfrentar complicações ao nascer. (Foto: Arquivo pessoal).

Yohan não chorou ao nascer, e imediatamente, foi levado pela equipe médica para ser reanimado.

“Eu só perguntava se ele estava morto, pois ele não chorava, os médicos me acalmavam e diziam que ele estava vivo, só estava cansado”, afirmou a mãe.

“No silêncio do Yohan eu chorei e orei. Só pedia que Deus me ajudasse a entender tudo aquilo. E que se o Yohan também não fosse ficar comigo, que Deus me desse forças para lidar com o luto mais uma vez”.

Naquele momento, Naly foi acalmada e consolada pelo Senhor. “O Espírito Santo invadiu aquela sala e com uma voz suave acalmou meu coração e disse: ‘Você já me entregou seu filho, se ele é meu, porque está com medo? Descansa e confia’. E a paz de Deus que excede todo pensamento guardou meu coração”, declarou ela.

Fé provada

Enquanto isso, na outra sala, o pai acompanhava a luta dos médicos para trazer Yohan de volta à vida. Até que, achando que tinha perdido mais um filho, Bruno foi para outra sala, onde chorou e orou: “Onde está o Deus da Bíblia que fez tantos milagres?”.

Então, ele teve uma experiência sobrenatural e ouviu a voz de Deus, lhe respondendo: “Eu estou aqui e continuo sendo o mesmo. Para acontecer milagres você precisa de um ambiente. O ambiente você tem, agora eu te pergunto: Você tem fé para ver o milagre?”.

Bruno declarou: “Eu creio”. No mesmo instante, o pai ouviu enfim o choro de seu filho e louvou a Deus pelo milagre.

“Reanimaram ele por 17 minutos, até que finalmente ele reagiu e chorou como um miado de gatinho bem fraco. Os médicos comemoraram e me deixaram dar um beijinho nele, e correram para mais exames”, disse Naly.

Prognóstico mudado após orações

Devido a hemorragia no cérebro, Yohan ainda ficou em estado grave e precisou ser internado na UTI Neonatal.

“Só depois soubemos da gravidade do caso, e que ele foi imediatamente entubado após sair da sala de parto”, relatou a mãe.

O menino foi transferido para um hospital pediátrico e foi colocado em coma induzido por seis dias. Yohan passou por um tratamento para tentar reduzir em 40% as sequelas da asfixia. 

“Nos disseram que ele poderia ter uma vida muito limitada, talvez nunca iria andar, falar, se mover sozinho. Poderia ficar com o corpo tremendo o tempo todo. Poderia não comer sozinho sem ajuda de sonda, ou seja, ele viveria em uma cadeira de rodas e teria uma vida totalmente dependente”, comentou Naly.

Porém, a igreja da família iniciou uma corrente de oração, pedindo que Deus continuasse realizando milagres na vida do bebê.

Após 21 dias na UTI Neonatal, Yohan recebeu alta e foi para casa com os pais, sem nenhuma sequela. O menino cresceu com saúde e se desenvolveu normalmente.

Ele segue sendo acompanhado por um neuropediatra, que, na última consulta, testemunhou que Yohan é um verdadeiro milagre.

“É muito bom ver ele assim, as expectativas não foram tão boas quando ele nasceu”, afirmou o médico aos pais. 

Ao comparar o antigo exame com o de agora, ele constatou: “Eu só sei onde teve as hemorragias porque estou com a foto do dia que ele nasceu, pois não vejo nem mesmo as cicatrizes nessa foto atual. Vocês podem viver tranquilos, pois seu filho é um milagre”.

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/menino-junta-dinheiro-em-cofre-e-oferta-criancas-na-africa.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Top 5

top1
1. Deserto

Maria Marçal

top2
2. Advogado Fiel

Bruna Karla

top3
3. Casa do pai

Aline Barros

top4
4. Acalma o meu coração

Anderson Freire

top5
5. Ressuscita-me

Aline Barros

Anunciantes